Artigos

Comentários
Assinar FeedAssinar Feed

sábado, 4 de agosto de 2012

Swing, fetiche & Viagra - 1a. parte


Por que os jovens buscam emoções cada vez mais fortes na hora do sexo ?


casais swingers, casais swinguers, casal swing, clubes de swing, grupos de swing, swing, swingers, swinguers, troca de casais, troca de casal, casal liberal - Desejos e Fantasias de Casal



Eles são jovens, bonitos e bem-informados. Em busca de fortes emoções e altas performances sexuais, homens e mulheres (casados ou solteiros) lotam clubes liberais, consomem remédios contra impotência e recorrem a práticas sadomasoquistas perigosas, como a asfixia erótica

casais swingers, casais swinguers, casal swing, clubes de swing, grupos de swing, swing, swingers, swinguers, troca de casais, troca de casal, casal liberal - Desejos e Fantasias de Casal


O sexo a dois, entre quatro paredes, pode estar correndo risco de extinção. Principalmente no que depender da libido da moçada que hoje tem entre 18 e 30 anos. Para boa parte dessa turma, a chamada geração millenium — que cresceu bombardeada por sites pornôs, programas eróticos da TV a cabo e por publicações que chegam a prometer um orgasmo por segundo —, uma transa “normal” já não basta. Ficou chata, careta, sem graça. São meninos e meninas que, em sua maioria, perderam a virgindade bem mais cedo que seus pais, conforme explica a psiquiatra Carmita Abdo, do Hospital das Clínicas de São Paulo. “Há duas ou três décadas, os homens começavam a transar aos 16 anos e as mulheres aos 20”, diz. “Hoje, a iniciação sexual acontece aos 15 para ambos os sexos.” Ou seja, a comparação entre os gêneros aumentou e criou uma espécie de braço de ferro sexual em que a performance supera o desejo. Mais do que amar ou gozar, os jovens de hoje querem mostrar que são super-homens e mulheres-maravilha. Ainda que para isso precisem recorrer aos superpoderes de anabolizantes sexuais contemporâneos, como os remédios contra impotência, as baladas liberais (versões modernas das antigas casas de swing) e até práticas sadomasoquistas extremas, como a asfixia erótica.

casais swingers, casais swinguers, casal swing, clubes de swing, grupos de swing, swing, swingers, swinguers, troca de casais, troca de casal, casal liberal - Desejos e Fantasias de Casal


Para entender como essa ditadura do prazer tem transformado jovens saudáveis, bonitos e inteligentes em verdadeiros aficionados por sexo, Marie Claire visitou duas casas de suingue, três baladas liberais e uma festa BDSM (sigla para Bandagem, Dominação, Sadismo e Masoquismo). Com vocês, um raio X do sexo sem fronteiras.

Balada Liberal

É quinta-feira de uma semana comum em São Paulo. Marcos*, 23 anos, Patrícia, 24, Camila, 25, e Rodolfo, 32, estão a caminho do Code Club International, a “balada liberal” que, ao lado do Nefertitti Club, tem apimentado a noite paulistana. Versão moderna das antigas casas de swing — leia-se: sem o décor de gosto duvidoso, os espelhos no teto e os casais de meia-idade que encontraram na traição consentida uma forma de salvar o casamento — , os dois clubs são aparentemente normais. Têm pista de dança, djs da moda, lounges com sofás, áreas vips, sushibar e... uma portinha singela que conduz a um gigantesco labirinto de cortinas negras. Desse emaranhado de corredores saem pequenos “dark rooms” e, no caso do Code, uma enorme cama em formato de Kombi. Algo tão “kitsch” que talvez nem o cineasta espanhol Pedro Almodóvar, famoso por seus exageros eróticos, tivesse coragem de filmar.

casais swingers, casais swinguers, casal swing, clubes de swing, grupos de swing, swing, swingers, swinguers, troca de casais, troca de casal, casal liberal - Desejos e Fantasias de Casal


“É como um filme pornô, ao vivo. Com a diferença que, aqui, nós somos os atores principais e os diretores” — Marcos*, 23 , estudante

Ali, entre gemidos, sussurros e alguns “ei, você, me empresta uma camisinha?”, Marcos, a namorada Patrícia e outros 15 ou 20 jovens bonitos como eles participam de experiências sexuais de todos os tipos. Há quem se masturbe, troque de parceiro, transe somente com o oficial e quem — como nós da equipe de Marie Claire — só fique parado, estarrecido com uma cena que dificilmente sairá da cabeça. “É como um filme pornô, ao vivo. Com a diferença que, aqui, nós somos os atores principais”, diz Marcos. “E os diretores”, completa Patrícia.

Namorados desde os tempos de colégio, os dois perderam a virgindade juntos, aos 16 anos. Três anos mais tarde, começaram a sentir necessidade de viver outras experiências sem que isso representasse fim de namoro ou traição. “Um dia, de tanto assistir a documentários da TV a cabo sobre swinguers, nos perguntamos se essa não seria a nossa saída”, diz Patrícia. Pouco tempo depois, ela e o namorado começaram a frequentar casas e festas do gênero. “No início, não conseguíamos nos misturar com os outros casais. Além da timidez, o fato de eles serem mais velhos e meio fora de forma atrapalhava”, diz Marcos. Por mais estranho que aquilo fosse, no entanto, era também excitante. “Saíamos loucos para transar e acabávamos indo para algum motel. Em “momentos de desejo incontrolável”, a coisa rolava ali mesmo, em cantinhos reservados da boate.

casais swingers, casais swinguers, casal swing, clubes de swing, grupos de swing, swing, swingers, swinguers, troca de casais, troca de casal, casal liberal - Desejos e Fantasias de Casal


Aos poucos, e conforme descobriam que jovens liberais como eles estavam trocando as casas de suingue por essas baladas mais descoladas, Marcos e Patrícia foram se soltando. Há três anos fizeram sexo pela primeira vez com outro casal e acharam “gostoso, apesar de estranho”. “No início rola ciúme e é preciso conversar muito e estipular cuidados e práticas que não machuquem”, diz Patrícia. “Só deve haver troca quando os dois parceiros do lado de lá forem tão interessantes quanto os do lado de cá. Todos têm de estar a fim e, se por acaso, no meio da transa, a coisa estiver mais prazerosa para um do que para o outro, tudo deve ser interrompido.” Também não vale trocar telefone ou marcar encontro às escondidas. “Na medida em que isso é respeitado, o ciúme vai, aos poucos, se transformando em tesão”, diz Marcos. “Ver seu namorado transando com outra mulher pode ser uma delícia. Ainda mais se ele estiver olhando para os seus olhos”, diz Patrícia.

Com tudo isso, não é difícil entender por que as imagens (e o cheiro de sexo) dessas noitadas que recebem entre 250 e 300 casais custam a sair da memória. “Durante a semana, quando estamos a sós, aquilo ainda nos excita. É como um filme interior, acionado ao primeiro estímulo”, diz Patrícia. Ela e o namorado ainda moram com os pais (de quem omitem a verdade) e batem ponto no Code Club uma ou duas vezes por semana. A entrada, com nome na lista, custa R$ 100 por casal, com consumação incluída. O que, no fim do mês, significa menos R$ 800 na conta do casal. “Não é muito se comparado ao que gastamos numa boate normal. Só que aqui, além de beber e dançar, ainda melhoramos nosso desempenho sexual”, diz Patrícia.

casais swingers, casais swinguers, casal swing, clubes de swing, grupos de swing, swing, swingers, swinguers, troca de casais, troca de casal, casal liberal - Desejos e Fantasias de Casal


Embora pudesse ser fruto de uma história isolada, essa busca pelo desempenho de excelência por meio do swing é, segundo o psiquiatra paulista Alexandre Saddeh, do Hospital das Clínicas de São Paulo, um traço comum no comportamento do jovem. “Cerca de 50% dos meus pacientes de 20 a 30 anos foram ou vão habitualmente a esse tipo de casa noturna. É a balada da moda”, afirma. Na opinião do especialista, além de refletir uma hipersexualização do jovem, o novo hábito é consequência de uma cultura imediatista. “A sociedade está mais ansiosa. Queremos tudo para ontem. Inclusive, o tesão.”

casais swingers, casais swinguers, casal swing, clubes de swing, grupos de swing, swing, swingers, swinguers, troca de casais, troca de casal, casal liberal - Desejos e Fantasias de Casal



dicas para o sexo - sexualidade -  Desejos e Fantasias de Casal








4 comentários:

Aceito parceria, colocarei o banner do "Desejos e Fantasias de Casal". E gostaria que se fosse possível que o meu banner também fosse colocado aqui. Abraço

link do meu blog

http://compartilhandootesao.blogspot.com.br

Legal e bem curioso essa postagem,pois pensava que era só pessoas com mais idade que vão a esses lugares...Adorei!Bjks casal e bom domingo!

Acho que não conseguiria fazer nada num local desses, mas a ideia de olhar, me atrai bastante...
Belo post.
pontoerotyco.blogspot.com

Meu marido sempre quis me levar para essas festas, até que após varias tentativas eu aceitei, e na nossa vigéssima ida eu tive coragem de transar com outros homens na frente dele, e confesso, foi uma delícia

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nossas Fantasias e Desejos...

Continue deliciando-se com nossas Fantasias e Desejos, clique no banner abaixo:


Desejos e Fantasias de Casal